segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Igualdade

   "A ideologia que conduziu à edificação dos regimes socialistas é a ideologia da igualdade. Trata-se, porém, na igualdade nos resultados, ou seja, a igualdade de rendimentos, riqueza e condições de vida. Os países democráticos com economia de mercado puseram em prática, e fixaram como objetivo, a igualdade perante a lei e a igualdade de oportunidades. A busca do primeiro tipo de igualdade reveste aspetos utópicos, é muito mais difícil de alcançar do que as outras duas, implicando, sobretudo, custos consideráveis, em matéria económica, moral e política.  Para a sociedade em geral, traduz-se principalmente em perda de motivação e de gosto pela inovação, pois o facto de ser limitado o enriquecimento material de um indivíduo provoca uma perda de dinamismo económico. Depois, a busca da igualdade de rendimentos e fortunas implica um sacrifício em termos de justiça, porque esta deverá necessariamente opor-se àqueles que se elevam materialmente acima do grupo (como o exemplo na Rússia dos Kulaks mostrou). Enfim, este tipo de igualdade exige um considerável sacrifício da liberdade: as liberdades individuais (económicas, obviamente, mas também políticas) têm de ser severamente reduzidas para atingir o objetivo da igualdade (o caso soviético também ilustra perfeitamente essa situação).
Jacques Brasseul, História Económica do Mundo

Tela representando Prometeu, figura mitológica grega agrilhoado por Zeus por favorecer os humanos em detrimento do dever de lealdade, salvo por Hércules que ofereceu em troca o sacrifício do Centauro Quiron.

Sem comentários:

Enviar um comentário