domingo, 3 de março de 2013

Renovação de Jorge Jesus

Vai para aí uma histeria a propósito da renovação do contrato de Jorge Jesus pelo Benfica, que por sinal, finda no termo da presente época. Tal preocupação, óbviamente, não é inocente! Sendo a generalidade da comunicação social nacional hostil ao Benfica, presta-se, seja passivamente enquanto hospedeira, seja ativamente enquanto militante, às manipulações desestabilizantes dos adversários do meu clube.
 
Assim, está em curso o habitual jogo de bastidores promovido pelos do costume, com o propósito de induzir instabilidade nos Atletas da equipa principal suscitando fraturas entre a Direção da SAD e a Equipa Técnica. Uma técnica velha, própria de quem não confia nos próprios méritos tratando de enfraquecer o mais possível a competitividade dos adversários. Tal postura contraria as regras sociais do cavalheirismo, enformadoras da competição entre gente de caráter, algo de que carece, quer o desporto nacional quer a comunicação social em geral e que o Benfica, não sendo o único, combate com o próprio exemplo. Honra ao Benfica!
 
É neste contexto que ficámos a saber que Filipe Vieira propôs a renovação a Jorge Jesus, o qual, tendo manifestado a intenção de renovar, prefere adiar para mais tarde o vínculo contratual afim de se manter concentrado nas competições em curso.
 
Fez bem o Presidente do Benfica em propôr a renovação, pois assim, elimina o objetivo dos adversários do nosso clube que consiste em promover na Equipa Técnica e Atletas, a ideia de que os nossos Dirigentes não confiam neles.
 
Fez bem Jorge Jesus em adiar a formalização da renovação contratual, uma vez que estamos numa fase da época em que tudo se decide, exigindo a máxima concentração e convergência de todos. 
 
Faz mal a comunicação social em alimentar estratégias de diversão cujo resultado é o de prejudicar, ainda que implícitamente a qualidade do espetáculo desportivo, tão necessário afinal à sua própria sobrevivência.

Porém uma conclusão  torna-se inevitável; Jorge Jesus confia no seu trabalho e na capacidade competitiva da sua equipa para alcançar uma boa época para o meu clube, o que constitui motivo de esperança para todos nós, Benfiquistas.
 
Ávante e verde!
 
AB
 
 

Sem comentários:

Enviar um comentário