terça-feira, 11 de novembro de 2014

Nacional-Benfica (1-2)

Interpretação do 2º golo do Benfica inspirada na crónica correspondente do CM:
      Jonas, vagueando pela área da equipa adversária, ao deparar-se com uma bola a menos de um metro de distância, perguntou-lhe surpreendido:
   - Olá linda bola, que fazeis por aqui?, pareceis perdida!, como eu mesmo.
   - Bem - respondeu a bola esperançosa -, eu não sei bem; andam todos a correr atrás de mim há que tempos, e depois de muitas patadas, vim aqui parar e nem sei bem o que fazer! 

   Respondeu o Jonas apiedado:
   - Ora nem de propósito!, eu sou especializado em encaminhar esferas flexíveis saltitantes para o fundo das balizas; talvez fosse uma boa solução para si. Sempre descansava uns minutinhos e nem seria necessário grande patada, bastava dar um encostosinho. Que acha Srª bola?, não é uma boa ideia?
   - Não digo que não!, até porque a outra baliza está demasiado longe e já estou muito cansada. Dê lá o encostosinho mas não abuse!
      E foi assim que, Jonas, animado do mais puro altruísmo, encheu o pé à meia-meia-volta fazendo a felicidade da redondinha, que, contente, correu a acariciar as redes do Nacional.
     - Esta foi a verdadeira história do 2º golo do Benfica; o golo dos três pontos.

Sem comentários:

Enviar um comentário