sábado, 10 de janeiro de 2015

Benfica-Vitória de Guimarães (3-0)

Ouve-se o hino do glorioso, aquela coisa fascinante, mesmo depois de milhares de audições. Estádio composto - 50 mil -, cachecóis bem levantados e a extraordinária voz de Luís Piçarra ecoando. A Vitória já fez o cumprimento ao público e não falhou o emblema.
 Está tudo a postos, vai começar...começou, sai o Benfica e Jonas quase marca! Benfica com; Júlio César, Jardel, César, André Almeida e Eliseu, Samaris, Talisca, Gaitan, Ola John Jonas e Lima. Guimarães com; Assis, Nii Plange, Jusué, João Afonso, Bruno Gaspat, André André, Hernâni, Cafú, André. Gui, Tómané e Ricardo Valente.
 Oportunidade flagrante para os vermelhos, por Gaitan, André Almeida e Jonas!
  
 Falta sobre Lima não assinalada e sansão disciplinar poupada ao defesa do Guimarães, que puxou o adversário pelo ombro; Lima ia isolar-se em posição frontal.
Golo!, Jonas de cabeça a cruzamento de Gaitan a cobrar uma falta na direita cometida sobre Lima. À terceira foi de vez. Meio campo dos encarnados a funcionar bem.
E o segundo esteve quase! bola longa de Gaitan foi ao poste esquerdo.
Jogo parado aos 13´para assistência a um vimaranense Tómané. Saíu de maca. Regressou.
Bomba de Talisca as poste esquerdo, de fora da área e de primeira! Uau!
Jogada brilhante dos encarnados com Gaitan em grande e bola a morrer nas mãos de Assis.
Susto para o Benfica; remate frontal de Cafú de meia-distância com JC a defender sem segurar. Passou o susto.
Bola ao ferro direito por Jonas, na sequência de transição fulminante!
Muito bem o Ola John a defender no flanco direito.
Guimarães com tração à retaguarda!, para já.
Uau!, defesa de Júlio César a lembrar Higuita!, Já batido, no chão, tira a bola com o pé esquerdo em balão, na sequência de um canto do Guimarães. Uau!
Ola John tem bons pés mas anda a nafta!
Intervalo. Poderíamos e merecíamos mais, pelo menos 2-0.

A equipa encarnada posicionou-se muito bem e mostrou grande dinâmica e precisão em todo o campo. Quase não houve passes falhados. Júlio César mostrou o que vale, e vale muito!

Recomeçou. Vitória com a iniciativa ofensiva.

Benfica pressiona e Vitória encolhe-se no seu meio-campo.

Ui!, remate perigoso do VG ao lado do poste esquerdo.

Gaitan é o capitão.

Golo!, Golo,!, John, após rosca de pé direito, com bomba de pé esquerdo para o fundo das redes na sequencia de mais uma jogada de elite de Lima pela direita. Uau!

Grande futebol do Benfica. VG bate-se bem, vê-se que sabem jogar...mas  o futebol dos encarnados é muito superior.

Ola John deu gás nas botas!

Gaitan está endiabrado. Levou uma mocada nas canetas.

VG sobe, grande tiro de longe para defesa fácil de JC.

Rui Costa, finalmente, resolve mostrar o CA a André, depois da enésima falta.

Este Benfica será campeão!, falta um golo para arrumar o jogo.

Calado diz que os jogadores do VG estão intimidados com o inferno da luz.

Bomba de Talisca para o quintal, do meio da rua.

Ui!, cruzamento assassino da direita do VG e corte oportuna do defesa vermelho ao 1º poste.

Cristante em aquecimento, deve sair Talisca...ou Jonas.

O BIC patrocina o VG. Não gosto do BIC!

Hoje não se faz sentir a falta de Enzo Pérez. O corpo Técnico do Benfica parece que sabe o que faz!

Sai Jonas, entra Cristante. Toto aquece.

Benfica controla o jogo. Ai, ai, grande defesa de JC a remate fortíssimo ao 1º poste. Mais uma grande defesa à Higuita a secar Jusué.

Benfica adormeceu e as abébias sucedem-se. Mau, mau!, quero mais um golo!

Sai Ola John sob os aplausos do público e entra Sálvio.

Na esquerda, Gaitán dá espetáculo!, parece futsal!

Calado insiste nos elogios ao VG, o que não me agrada; elogios aos adversários devem ser QB!

Entra Sulejmani e sai Talisca.

Cá está ele!, o 3º, por Gaitan!, máquina trituradora, Sálvio, Lima e Gaitan, abriu a defesa vimaranense, remate de craque a passe cirúrgico de Sálvio e rede a balançar. Estes jogadores querem ser campeões!

Ouvem-se olés!, sabe bem.

Mais uma saída de JC à Higuita, tipo libero, ouvem-se olés outra vez, acabou a desconfiança entre os adeptos.

RC perdoa penalti ao VG, sobre Toto. Não é!

Acabou o jogo.

Esta equipa do Benfica convenceu-me; com o regresso dos lesionados e a moral em cima, a equipa reforçou o seu favoritismo na prova. Foram três; poderiam ter sido seis!, tenham lá paciência; os encarnados foram muito superiores ao conquistadores.  

Jorge Jesus dá espectáculo na conferencia de imprensa, com os seus "patapés na garmática"!, quando se ganha, tudo tem graça!

Sem comentários:

Enviar um comentário