segunda-feira, 2 de março de 2015

O que se passa com o Sporting Clube de Portugal?

      Redução do passivo de 30 milhões de euros? Redução do financiamento bancário em 61 milhões de euros? Aumento de capitais próprios em 130 milhões de euros?, com que dinheiro? É certo que o aumento de capitais próprios poderá ter resultado da integração na SAD de ativos corpóreos - estádio, centro de estágios, por exemplo -, e os restantes 91 milhões de euros?, será que resultaram do tal perdão de dívida do BES quando se encontrava em pré-falência?, se foi, que outras SAD beneficiaram de idêntica reestruturação?, que saiba, a do Benfica não!, continua a pagar os cerca de 21 milhões de euros de juros anuais e, salvo erro, ainda amortizou - e muito bem - cerca de 20 milhões de euros ao passivo. hipotecaram tudo outra vez?
      A ser verdade, com que moralidade o Presidente do Sporting se insurge contra os fundos? Com que credibilidade se apresentam os indignados pela alegada intenção de isenção fiscal pela Câmara de Lisboa ao Benfica, se em conformidade com os protocolos contratados entre ambas as entidades? E se fosse ao contrário? Se tivesse o Benfica beneficiado de igual e alegado perdão de dívida? Estou a ver; era matéria aí para seis meses de primeiras páginas nos jornais diários e abertura de telejornais. Seria a derradeira prova do regresso ao "fassismo", o andor dos títulos fáceis! Assim, não passa de mera demonstração de hipocrisia, cinismo, quiçá nepotismo e...sabe-se lá de mais o quê! 

Sem comentários:

Enviar um comentário