sexta-feira, 17 de julho de 2015

Adeus, Máxi

   Quando Máxi Pereira começou a jogar no Benfica poucos diriam que viria a ser uma referência da equipa e do clube, tal a forma desajeitada com que tratava a bola. Havia mesmo quem dissesse que "não sabia jogar". Engano; serenamente, paulatinamente, foi-se afirmando através da garra, da concentração e da oportunidade, tendo sido decisivo muitas vezes, conquistando o afeto dos adeptos, que viam nele "um jogador à Benfica"; dos que "sentem" a camisola!
 
   Constitui, por isso, uma decepção para todos os benfiquistas a sua ida para o Porto, havendo até considerações excessivas embora compreensíveis. Porém, tivemos o "nosso" Máxi, irrepetível; que exultou e sofreu connosco e que agora segue o caminho que lhe garante, e ao seu empresário, melhores condições que as que o Benfica lhes disponibilizou. Nem o Máxi viverá no Porto o que viveu no Benfica, nem o Porto terá o Máxi que o Benfica teve.
 
   Talvez Máxi Pereira ainda não tenha percebido que a razão pela qual foi contratado não se prende com os seus dotes técnicos, eventualmente em decadência, mas tão só com a insegurança da Direcção portista que, deste modo, julga fragilizar anímicamente o universo benfiquista. Pobre Máxi!
 
   Por outro lado, Pinto da Costa e seus correligionários, que dão mostras de descontrolo, ainda não perceberam que este Benfica não é aquele de que faziam gato-sapato dentro e fora das quatro linhas, muito graças à esplêndida estratégia da fruta. Os Dirigentes do Benfica, ofereceram a Máxi o que entenderam adequado à sua estratégia, não se deixando chantagear, salvo seja, pelo seu empresário. Prevenindo-se a tempo, têm no plantel soluções e disponibilidade para recrutar substituto à altura,  ou melhor, na prossecução do processo de rejuvenescimento que se impõe.

   Ademais, no Benfica de hoje ninguém é indispensável.  
 
Serenidade, racionalidade e dignidade pautaram a acção do Benfica, neste caso. E eu gosto.
 
Quanto a Máxi; amigo não empata amigo.

1 comentário:

  1. Quem está seriamente preocupado é o bruxo de Fafe; é que nos seus momentos de transe mediúnico tem esbarrado de frente com imagens que se fossem vistas pelo presidente corrupto o faria borrar as cuecas! É que em transe o bruxo viu logo no jogo da 5ª jornada o maxi a provocar uma penalidade embora sem intenção, pareceu; e para agravar o quadro, no jogo dos andrades corruptos com o Benfica, videnciou a expulsão do mesmo por acumulação de amarelos e a derrota dos corruptos nos dois jogos!

    ResponderEliminar