segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Democracia totalitária?

  
Sei que parece um paradoxo. Mas...será possível? Totalitário é todo o regime político em que os Direitos dos cidadão estão completamente subordinados aos interesses do Estado. Será isso possível em Democracia?, um regime que, formalmente, consagra o princípio do Direito geral e universal, a igualdade de oportunidades, a ausência de qualquer tipo de descriminação, a intolerância face aos abusos dos poderes dominantes e, em certas circunstâncias, até o direito resistência ao próprio Estado. Mas uma coisa são os princípios formais, nominais, outra são os factos. 
 
   Por exemplo; as notificações e penhoras automáticas em vigor com o propósito de libertar o expediente dos tribunais e encher os cofres aos poderes dominantes incluindo os do próprio Estado, respeitam os Direitos básicos dos cidadãos?  Os Direitos Humanos? Direitos consagrados já no século XI em Inglaterra na Magna Carta? O valor de uma civilização mede-se, também, pela sua capacidade de preservar   as conquistas civilizacionais apesar das crises, por muito graves que sejam. A luta de classes deu lugar ao ódio visceral capaz de todos os retrocessos, como se está a ver, hoje, em Portugal.
 
(Joseph Mallord William Turner: Dutch Boats in a Gale)

Sem comentários:

Enviar um comentário