sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

O sininho do pintinho

 

 
Estava ufano o pintinho
Tocando o alegre sininho
No átrio da comissão,
Sem vestígios de ladrão! 

Embevecidos anjinhos
Olhando conchegadinhos
Ouviam com emoção
Não vislumbrando ladrão! 

Bailava o feliz badalinho
Afagando com  carinho
A saia, sem dar trovão
Nem incomodar ladrão! 
 
Todos muito contentinhos
Mostram aos humildezinhos
Tão ditosa transformação,
Desaparecendo o ladrão! 

Na caixa muitos eurinhos
Pagam muitos cafezinhos;
Que grande satisfação,
Pois não se avista ladrão!

Ignoram os amiguinhos
Que tenebrosos caminhos
Não iludem o povão,
Que sabe quem é o ladrão! 

Esquecem os confradinhos,
Com hipocritas sorrisinhos,
Que os que ficam ao portão, 
São tão bons como o ladrão!  
 
Abramos nossos olhinhos
Limpemos os ouvidinhos
Ao som da bela canção,
Mas sem esquecer o ladrão!

 

Sem comentários:

Enviar um comentário