sexta-feira, 5 de abril de 2013

Benfica-Newcastle (3-1)

Um bom jogo, uma boa vitória. O Newcastle pratica bom futebol, ao bom estilo britânico; veloz, vertical, pragmático e agressivo. Boa entrada, excelente guarda-redes e um belíssimo golo; movimentação, cruzamento e finalização primorosos.
 
O Benfica apresentou-se com algumas alterações; André Almeida, André Gomes, Ola John e Rodrigo num claro processo de gestão do jogo e do campeonato. Quando, já a perder por 1-0, vi a bola, milagrosamente, bater na base do poste esquerdo de Artur, soube que o empate não tardaria e a vitória não  falharia. É dos livros!
 
Bem se esforçou o guardião contrário com defesas espetaculares, safando dois ou três remates de alto risco, mas foi impotente para travar a recarga de Rodrigo para o merecido golo. Muita luta no meio-campo, com ligeira supremacia do Benfica, bola rondando a baliza do Newcastle, mas...sem passar o risco fatal.
 
Com a entrada de Enzo e Lima, aumentou a dinâmica ofensiva da equipa, escaqueirando por completo a defesa contraria, com vários atletas acusando fadiga extrema. Irresistível, Lima virou o resultado esgueirando-se ao guarda-redes e marcando de ângulo muito fechado. Cardozo fechou com classe  o marcador, através de grande-penalidade indiscutível. Criaram-se mais uma ou duas boas ocasiões de golo - uma delas num cruzamento fantástico de Rodrigo, após excelente lance individual, para Cardozo falhar o tento mesmo à boca da baliza -, infelizmente inconcretizadas. Foi ótimo não ter sofrido o 2º golo, apesar de o Newcastle  o ter tentado com grande afinco e perigo. Para tal contribuiu a opção tática de Jesus ao trocar Cardozo por Maxi, que foi dar uma ajudinha ao Melgarejo sempre muito pressionado.
 
O árbitro não esteve bem! Não se entendem várias decisões que tomou, tendo ficado algumas suspeitas no ar; apenas incompetência, ou algo mais? Nunca se sabe!
 
Muito bem Benfica!

Sem comentários:

Enviar um comentário