sábado, 10 de maio de 2014

Porto-Benfica (2-1)

E tudo acabou em bem; o Porto salvou a honra e o Benfica saiu incólume. O empate seria o resultado mais justo; pelo andamento da partida, pela injustiça do 2º golo do Porto e pelas oportunidades criadas pelo Benfica, uma das quais ao cair do pano em que o avançado vermelho, surpreendentemente, com a baliza a cerca de três metros, preferiu passar para a zona frontal, "entregando" a bola ao defesa, em vez de rematar. Gostei das opções técnicas de Jorge Jesus, premiando os atletas menos utilizados do plantel principal e incentivando os jovens da formação secundária. Censura merecem Danilo e Alex Sandro pelo mau perder que se revelou no jogo violento que praticaram de que poderia ter resultado lesões graves para Enzo, Markovic e Sálvio. Para quê? Deveriam ter sido expulsos. Mas gostei de ver o empenho do Porto em ganhar à quase equipa B do Benfica, que, por sinal, nem lhes ficou atrás em termos de futebol jogado.
 
Cá para mim, a vitória do Benfica neste campeonato tem, muito, a mão invisível de Eusébio.
 
Há que manter a concentração nas finais a disputar.
 
Obrigado Eusébio,
 
Viva o Benfica!

Sem comentários:

Enviar um comentário