quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Tardio despertar

Leio; na sequência da derrota com o Zenit, Jorge Jesus (JJ) equaciona alterar o eixo defensivo da equipa, insatisfeito com o desempenho de Jardel, o qual terá cometido lapsos causadores dos golos do adversário e da consequente derrota. Se assim é, não me resta alternativa senão criticar JJ, pela tardia compreensão de uma evidência para um "treinador de bancada" como eu. Jardel tem qualidade e suscita simpatia, todos o sabemos; é emotivo, generoso, combativo e humilde, mas é traído por esses mesmos atributos. Segue a bola, vai a todas com tudo, e...desconcentra-se, perde o sentido posicional, desgasta-se, chega tarde e faz faltas. Pode ser muito útil com certos adversários e noutras zonas do terreno; onde tenha protecção nas costas. Claro que JJ sabe, sabia disto; creio que, apesar disso, decidiu dar uma oportunidade a Jardel acreditando na sua capacidade de evolução em plena alta competição ao lado de Luisão, o que o enaltece. Mas foi aqui que falhou; ao não compreender que os requisitos necessários à evolução supostamente pretendida relevam eminentemente da natureza e carácter de cada um e pouco, muito pouco, do treino e experiência. Jorge Jesus, neste particular, poderia e deveria ter feito melhor. Será que Lisandro - ou mesmo Mitrovic, já fora do clube -, não constituiria melhor opção?

Sem comentários:

Enviar um comentário