quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Um passo em falso! (Galatasaray-Benfica: 2-1)

      Apesar de derrota, tangencial, a equipa do Benfica demonstrou estar à altura da Champions, com uma exibição de qualidade, perante um adversário de grande capacidade táctica fechando espaços eficazmente, com alguns jogadores de renome no futebol mundial; casos de Podolski e de Shneider. 

   Após início prometedor na sequência de genial golo de Gaitan, o Benfica passou a modo de controlo reduzindo a intensidade e isso foi-lhe fatal. O adversário subiu consistentemente, com amplitude e muitas unidades, procurando desequilíbrios e conseguiu-os; primeiro suscitando uma falta de André Almeida para castigo máximo, que converteu, apesar da excelente estirada de Júlio César, e depois, explorando bem pelo esforçado Podolski uma fatal desconcentração defensiva. 

   No segundo tempo, os "encarnados" assumiram o jogo, aumentaram a velocidade de circulação e intensificaram os lances ofensivos, criando algumas oportunidades de concretização, falhadas por falta de concentração, por sua vez, motivada pela pressão defensiva adversária. Na retina ficou um corte involuntário de Samaris a remate de Jonas que parecia levar o selo de golo.  Nesta fase, o Galatazaray usou e abusou do fatal antijogo. De qualquer modo as alas não funcionaram, falharam-se demasiados passes em momentos cruciais e, muitas vezes, "empastelou-se o jogo na defensiva, nomeadamente por Luisão; há que soltar a bola mais rápidamente e com  lançamentos ofensivos. 

   Júlio César esteve muito bem, a defesa falhou nos dois golos, o meio-campo esteve demasiadas vezes em inferioridade numérica e faltou precisão no penúltimo passe. A suspensão do campeonato declinou o ritmo competitivo da equipa. Acho que se deveria rever o tema. Não sei se Nelson Semedo Fez falta à equipa, mas acredito que sim, visto que estava mais rotinado e muito motivado. 

   Trata-se pois de uma derrota dececionante mas não demasiado amarga dados os bons sinais que a equipa revelou, necessitando apenas de mais concentração e mais intensidade.

   Julgo que o árbitro esteve bem; nada há a dizer relativamente à grande penalidade nem no golo de Podolski. Este, inicialmente, pareceu-me ter partido em posição de fora-de-jogo, mas creio que não.

   Descansar, trabalhar e venham lá "as sardaniscas", que hoje foram presenteadas com nove mocas no hoquei! (parabéns aos nossos jogadores e Treinador)

Sem comentários:

Enviar um comentário