domingo, 5 de junho de 2016

Sou do Benfica!

     
 
Women at her toilet, Edgar Degas
 
   A equipa de andebol do Benfica não ganhou o campeonato nacional por uma unha negra!  Apesar disso, merecem uma palavra de incentivo por terem superado as espetativas gerais. Com o fraco arranque da época quase ninguém supunha possível a excelente campanha que fizeram; venceram a Taça de Portugal derrotando um dos candidatos ao título, o Sporting Clube de Portugal, afastaram  o reiterado campeão, Futebol Clube do Porto da disputa do título nacional, foram às finais da Taça Chalenge, deixando pelo caminho valorosos adversários e levaram a discussão do título nacional à negra, apesar dos sucessivos infortúnios. Um feito digno de aplauso. Eu, que nem apreciava a modalidade, fiquei a gostar dela um bocadinho mais. Está pois validada a mudança de rumo encetada pelos respetivos Dirigentes no início da época finda. Mariano Ortega mostrou que sabe muito da poda e que é um líder à altura dos desafios tendo demonstrado serenidade e competência mesmo nos momentos críticos. A equipa de andebol do Benfica está, finalmente, em condições de discutir os títulos da modalidade. Mais uns ajustes e ganharemos. Força e um abraço a todos. Foram uns valentes. Cuidado com os homens do apito.

  Já o referi antes e não me canso de o dizer; a postura que o Benfica tem mantido no andebol, enche-me de orgulho!, um orgulho secreto, silencioso, mas reconfortante; esta nobreza de não ganhar e não desistir, trabalhando sempre com determinação para a vitória, sem desrespeitar os adversários nem vexar os jogadores é enobrecedora. Mostra, afinal, que este clube tem valores que, tal como referiu à dias o nosso querido Simões, valem mais que títulos desportivos; valores humanos e civilizacionais. São estes valores que perpetuam as instituições.
 
Viva o Benfica!

1 comentário:

  1. Caro anónimo; já li tudo; á época li tudo o que apanhei à mão sobre o tema. Há muitos pormenores que podem indiciar veracidade mas necessitam de sustentação. Sempre houve e julgo que ainda há muitos adeptos críticos da entidade visada. Suscita-me muita reserva o foco quase exclusivo em uma pessoa, o que lhe dá um ar persecutório. Verifiquei que o documento está datado e não me parece justificável a razão apresentada para o anonimato, ainda mais tratando-se de agentes da Lei. Gostaria de saber qual o seguimento que foi dado a esta denúncia e porque não foi apresentada queixa no MP.

    ResponderEliminar