segunda-feira, 6 de maio de 2013

Benfica Estoril (1-1), que volta de mar!

O fantástico jogo do Estoril contrasta com as facilidades que o o mostrengo encontrou no recente jogo da Madeira, com o Nacional, onde, segundo rezam as crónicas, este clube apresentou três ex-júniores no lugar de outros tantos habituais titulares, no lance do 2º golo "meia equipa" do mostrengo estava em fora de jogo e o terceiro tento foi obtido numa grande penalidade "forçada". O empenho do Estoril é de louvar, até porque têm feito um excelente campeonato, mas...acredito que, hoje, tenham tido um incentivo extra. É dos livros.
 
A equipa do Benfica apresentou-se decidida a resolver o jogo cedo, e, ainda durante a primeira parte criou oportunidades suficientes para o vencer, inconcretizadas, fosse por azar, excesso de ansiedade ou pressão do adversário - na hora H sempre aparecia algo à frente; um pé, uma cabeça, uma canela, um corpo. E quem não marca...
 
E foi num lance de livre, oferecido pelo Paulo Batista, excelentemente executado ao primeiro poste, que Artur foi traído pelo ressalto da bola à sua frente. Que me recorde, em todo o jogo, o Estoril fez mais dois remates com algum perigo. Impressionante a condição física dos jogadores desta equipa! Impressionante! Tanto que até me perguntei se teriam tomado a tal amarelinha!
 
Aos jogadores do Benfica faltou meio-campo, ala esquerda, velocidade, controle emocional e racionalidade. Tudo isso "poderá" ser explicado pela eventual quebra física na sequência do exigente jogo com o Fenerbaçe. A concentração de jogos nesta fase da época é demasiado exigente. A expulsão de Carlos Martins poderá ter sido decisiva; o 2º amarelo foi mal mostrado pois pode ter decidido o campeonato e o primeiro foi por...palavras!
 
Paulo Batista cortou as pernas ao Benfica e não admira, visto que é um dos vários árbitros "malditos" para o meu clube! Já vem de longe!

Não posso reprimir um gracejo; mas porque carga de água é que o Treinador do Estoril não optou por rodar e valorizar meia-dúzia de júniores? Não era bonito? Pois era! E quem sabe, talvez o Benfica tivesse goleado em registo de passeio! É aqui que, tal como disse o "filósofo", me ocorre, que talvez seja verdade que, este, é um campeonato sujinho, sujinho, sujinho...talvez devido ao excesso de fruta...
 
Há que recuperar física e mentalmente para ir ganhar ao estádio do mostrengo. À campeão!

Sem comentários:

Enviar um comentário