sábado, 27 de setembro de 2014

Estoril-Benfica (2-3)

     
E lá conseguimos os três pontinhos que nos permitem afastar-mo-nos dos nossos principais rivais. Mas penámos um bom bocado! Vá lá, parabéns ao Derley por ter ganho aquela bola no lance que acabou por nos dar a vitória com o precioso contributo de Lima. Fico sempre apreensivo quando o Benfica marca cedo mais que um golo; compulsivamente gera-se a ideia de facilidade que já nos tem saído bem cara. Foi o caso deste jogo; com 0-2 nos quinze minutos iniciais a equipa baixou a intensidade enquanto os jogadores do Estoril arregaçaram as mangas e foram à procura da sorte, que lhes acabou por sorrir nos dois golos que marcaram ainda na primeira parte. Primeiro num desvio infeliz de Máxi a trair Artur e depois devido a um "quilovate" que deve ter impedido o árbitro e o Juiz de linha de verem o fora de jogo do finalizador do Estoril. O Talisca trouxe um novo perfume à equipa do Benfica e ao futebol nacional; no seu estilo gingão e divertido lá vai marcando uns golinhos de belo efeito. Julgo que estiveram todos bem, com destaque para Luisão, Enzo, Gaitan, Sálvio, Lima, Derley, John e até Artur. É evidente a necessidade de melhorar o posicionamento e a movimentação dos jogadores na fase defensiva, assim como "acabar com os porquês" no momento de finalizar.
      O Estoril está de parabéns apesar da derrota, visto que fez tremer o Benfica e os seus adeptos, jogando sobretudo na 2ª parte com muita intensidade e agressividade, acreditando que podia mudar as coisas.
      Humildade e trabalho continua a ser a receita adequada para a equipa do Benfica.

Sem comentários:

Enviar um comentário