domingo, 14 de setembro de 2014

Teófilo Santiago

O recente julgamento em 1ª instância pelo Tribunal de Aveiro do caso conhecido por Face Oculta, visto pela generalidade dos comentadores e dos cidadãos com um sinal de esperança na regeneração da Justiça Portuguesa, sem a qual soçobrará a democracia, tem como principal fautor um homem que há muito tinha por competente e corajoso; TEÓFILO SANTIAGO, o Diretor da Polícia Judiciária de Aveiro, comarca para onde foi "desterrado" após o seu trabalho exemplar no processo do "Apito Dourado", o qual, infelizmente para o futebol nacional, teve um desfecho algo diferente, talvez pelo envolvimento indireto dos principais arguidos do caso, com figuras ligadas ao poder da época, agora condenadas. O meu reconhecimento a Teófilo Santiago e a todos os que, como ele, zelam, efetivamente pelo bem público. Vai para a minha restrita galeria de heróis, tão escassos no Portugal contemporâneo.

Sem comentários:

Enviar um comentário