quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

A Destreza das Dúvidas: 2,1%

"Desde 2001, a última vez que Portugal cresceu acima de 2% foi em 2007, com uma taxa de 2,49%. No ano a seguir, cresceu a 0,2%, e depois em 2009 a -2,98%. As políticas actuais de crescimento do governo não são muito diferentes das anteriores, apenas não se irá gastar tanto em obras públicas. Reduzir os impostos, repôr salários públicos, aumentar o salário mínimo, etc., são choques que têm maior impacto no primeiro ano; em anos subsequentes, não têm impacto quase nenhum, ou seja, não são políticas de crescimento sustentável. São políticas que se utilizam para estimular a economia quando há uma recessão que não tem causas estruturais. Note-se que, no caso de Portugal, o aumento do salário mínimo até pode ser uma política de empobrecimento a médio e longo prazos."


A Destreza das Dúvidas: 2,1%: O nosso ilustre Ministro das Finanças reduziu a estimativa da taxa de crescimento da economia portuguesa para 2016. Supostamente, irá cresce...

(tela de Abel Manta)

Sem comentários:

Enviar um comentário