terça-feira, 5 de abril de 2016

Ao nível do Bayern!

  
(José Malhoa)
  
   Se dúvidas havia quanto à solidez do futebol da atual equipa do Benfica ficou dissipada hoje. Depois de um início em falso que lhe custou um golo, pouco a pouco, os jogadores do Benfica foram-se libertando do receio natural do poderoso adversário e do imponente palco, acabando por equilibrar o jogo na 2ª parte, obrigando os homens de Guardiola a suar e sofrer para garantir a magra vitória. Com jogadores de topo mundial, uma estrutura compacta e uma dinâmica muito bem assimilada e sincronizada o Bayern controlou o jogo durante a maior parte do tempo, mas a meio da 2ª parte já os seus jogadores, Ribery, Muller, Lwandivsky, Mário Gotze, Neuer & Cª percebiam que podiam não ganhar a eliminatória e tentavam desesperadamente marcar o tento da tranquilidade. Apesar da menor posse de bola e dos poucos remates à baliza, o Benfica teve oportunidades suficientes para marcar, tendo faltado a Jonas e a Gaitan controlar a ansiedade no momento fatal...e ao polaco Szymon Marcianiak fazer o que lhe compete; fazer cumprir as leis do jogo. E não fez!...ao deixar por assinalar uma grande penalidade contra os alemães e a interferir em seu favor nos lances divididos ou pouco definidos. Gostei de ver o Ribery a suar e o Neuer "ao papel" com a bola a pairar à frente da sua baliza. Fantásticos foram todos os jogadores do Glorioso, Ederson funcionou por vezes como terceiro avançado! Só vi fazer o mesmo a Peter Schemeichel! Eliseu esteve soberbo; colocou os seus adversários diretos em desespero obrigando à substituição de um dos principais municiadores do ataque adversário. André Almeida bateu-se de igual para igual com Ribery. Jardel e Lindeloff foram bravíssimos, exceto no lance do golo, com o primeiro a meter a cabeça à frente de um míssil com selo de golo. Fejsa e Renato não se deixaram enrolar no carrossel vermelho, com este a revelar um poder físico de respeito. Gaitan Jonas e Mitroglou trabalharam imenso para o golo que bem poderia ter acontecido. Samaris, Sálvio e Raul, ainda alimentaram a esperança no empate.
Bravo!
Na Luz, quero meças!
Um grande aplauso para a equipa de andebol do Benfica que, galhardamente, conquistou a Taça de Portugal. Parabéns. Na verdade cheguei a pensar que esta seria mais uma época falhada para o andebol encarnado em virtude do fraco arranque. Mas enganei-me. Ainda bem. Os dirigentes da secção, à semelhança do aconteceu no vólei, no hóquei e no futsal, perceberam que o modelo anterior estava esgotado e partiram para a renovação com a aquisição de alguns, efetivamente, grandes jogadores como é o caso de Mitrevski, Elly Semedo e outros. Respeitando os jogadores dispensados. Assim é que é!
Força Benfica! 

Sem comentários:

Enviar um comentário