segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Agora é a doer!

   

 Édouard Vuillard - Le Banc Rose, c. 1890

   Contrariamente ao que se verificou na época transata, desta vez, a equipa de futebol sénior do Benfica fez uma pré-epoca a preceito, reforçando-se bem e testando metodicamente as várias soluções táticas face ao plantel disponível com destaque para o meio-campo e a ala esquerda; concretamente, encontrar os substitutos de Renato Sanches e Nicolas Gaitan. Não é fácil. Parece-me porém que, para já,  Franco Cervi é o homem certo para a esquerda e André Horta deverá ser a opção para o centro. Cervi é um predestinado; um mago com os pés, a que acrescenta combatividade e visão de jogo. A Horta, sem a mesma exuberância, não falta criatividade, combatividade e capacidade técnica; talvez necessite de mais concentração de forma a estar cada vez mais em jogo. Carrilho revela pormenores técnicos e táticos de categoria mas necessita de adquirir condição física. Grimaldo está na frente; fez uma pré-época fantástica - não brinca em serviço - raçudo, concentrado, grande leitura dos lances, bons cruzamentos e excelente nas bolas paradas. Júlio César está OK. Luisão e Lindeloff ainda têm que ganhar melhor condição física, tal como Nelson Semedo. Lisandro parece bem. Feijsa está fantástico, oxalá recupere da lesão. Mitro apareceu com o nariz todo rebentado!, que terá acontecido? (parece que não é grave). Jimenez vai dando um ar da sua graça mas parece demasiado preocupado em brilhar. Pizzi está fino. André Almeida está em forma, salvo a lesão de hoje, resultado da intervenção brutal do guarda-redes do Lyon. Samaris também está OK. Zivkovic ainda mostrou as suas qualidades antes de se lesionar. Os restantes; Celi, Benitez, Luca, Danilo, Rui Fonte - também lesionado hoje (isto é que vai uma fartura) -, têm que continuar a trabalhar para ganharem o seu espaço.
   A equipa tem revelado boa postura tática, boa circulação de bola e alguma insuficiência nas dinâmicas defensiva e ofensiva; com especial destaque para a criatividade no meio-campo e profundidade nas alas. Para já, além de Pizzi, vejo Cervi, Grimaldo, Semedo e André Almeida para o efeito. Naturalmente que Jonas dará outra eficácia a todo o processo ofensivo.
   Enfim; demasiadas lesões para uma pré-época! Esta rapaziada do Lyon fez estrago; cheguei a pensar que estavam a "vingar-se" da derrota no europeu. Espero que Rui Vitória tenha já o "esquema" bem definido e que consigamos ganhar o próximo troféu.
   À parte a dureza, esta equipa do Lyon, tem muita qualidade; atacavam sempre com quatro, cinco jogadores muito bem posicionados e quando tinham a posse da bola sabiam guardá-la.
PS: Faleceu Mário Moniz Pereira; Paz à sua alma. Todos lhe devemos a dedicação e competência que deu ao atletismo nacional catapultando-o aos píncaros no meio fundo e fundo, especialmente através dos nossos grandes Carlos Lopes e Fernando Mamede; atletas que passaram a barreira clubista sendo admirados por todos os amantes do desporto. Mas também lhe devemos belos temas do nosso cancioneiro popular como os conhecidíssimos fados "Valeu a Pena" e "Até que a Voz me doa" eternizados pela grande fadista Maria da Fé.  Obrigado Professor; Deus o tenha em descanso. Não o esqueceremos.

Sem comentários:

Enviar um comentário